Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

Como eu blogo: Fatia Mor

Fomos conhecer um pouco melhor a Fatia Mor, a autora do blog Vida às Fatias.

 

Se só pudesse destacar um post seu, qual seria?

Acho que o post a destacar, para mim, é sempre aquele que ainda não saiu da minha cabeça! Sofro de um mal terrível... Quando escrevo um post acho que fica muito aquém de tudo o que tinha imaginado, daquilo que queria realmente transmitir! Ainda assim, arrisco a dizer que o post que destacaria foi o que demorei mais tempo a publicar (e que esteve nos rascunhos, a ser alterado quase diariamente): As voltas da vida.
Este foi um post que nunca pensei escrever! Mas que serviu para dar uma boa nova ao (meu) mundo! Saiu-me da alma, transmite-me esperança sempre que o leio e ainda tem escondido, pelo meio, algumas lágrimas... Acho que estou muito sentimental hoje!!

 

Pode mostrar-nos, numa fotografia, o seu ambiente de trabalho (físico ou virtual)?

vidaasfatias.jpg

Gostava imenso de vos mostrar o meu ambiente de trabalho real, mas de momento não consigo. Quando estou em casa, trabalho na mesa da sala e é onde faço a maior parte dos meus posts para o blog. Tenho que reforçar que não consigo escrever com confusão à minha volta. Por norma, só preciso do meu computador e dos meus óculos! Por isso, não é incomum, verem-me  arrumar antes de começar a escrever... o que numa casa com duas crianças irrequietas pode ser um requisito difícil de alcançar!

Um blog ou site que aprecie consultar todos os dias.

Confesso que não há muitos blogs ou sites que consulte de forma diária. Acho que o faço de acordo com o meu estado de espírito, em busca das palavras certas para o momento que estou a viver. Umas vezes gosto de um tom de escrita mais melancólico, outras de um registo mais cómico ou até biográfico. Mas há um onde passo todos os dias, sem excepção, e onde me arrisco a dizer que tenho uma irmã de blog, uma amiga especial... É o blog da nossa Mula de serviço, pois claro! E apesar de ela se achar uma Mula, tem um coração imenso e um blog (quatro para ser franca) que me dá imenso gosto ler.

Para passar o tempo, ao ler os posts de outros autores, qual é a sua tag favorita?

Mais uma confissão... Não ligo nenhuma às tags... Será que isso me dá direito a ser desqualificada da categoria de blogger? Eu até sei que elas existem, até coloco algumas nos meus textos (mais para uma questão de organização do que outra coisa qualquer), mas a verdade é que não vou à procura de posts com base em tags!
Mas se o fizesse, e como adoro dar umas boas gargalhadas, acho que me inclinaria para a tag humor. Inevitavelmente, ao fim do dia, gosto de ler textos que animem, me deixem bem disposta, que me mostrem que ainda há no mundo quem consiga brincar com o pior que há em nós!

Um post que está sempre a adiar para amanhã.

Tenho perfeita noção que há um post que vou tentar adiar sempre para amanhã: o do fim do blog! Quando comecei este espaço virtual, fi-lo numa tentativa de deitar cá para fora as frustrações e alegrias da maternidade (por esta ordem!). Foi uma forma de registar este processo, num registo algo trágico-cómico, mas sempre tive noção de que assim que a licença de maternidade da Fatia#2 terminasse, o tempo iria escassear e provavelmente não teria o mesmo nível de envolvimento e dedicação para continuar com o projecto. A verdade é que entretanto já vem o Fatia#3 a caminho, já se passaram quase dois anos e por aqui continuo! E espero continuar por muitos e largos anos. Assim, o post que vou sempre adiar para amanhã é aquele que vai colocar um ponto final às fatias. E espero que esse dia venha longe porque, por enquanto, não há maior prazer do que escrever, ser lida e ler tudo o que me rodeia!

 

Obrigado!

Como eu blogo: João Farinha

joao.jpg

blog do João é um dos mais conhecidos do bairro pelo uso da fotografia para partilhar o seu ponto de vista como viajante e fã de arquitetura. Fomos saber um pouco mais sobre o João e o seu blog.

 

Se só pudesse destacar um post seu, qual seria?

Hummm... Esta é a pergunta difícil deste questionário. Não vou escolher o post que me deu mais trabalho, ou o que tem as melhores fotos, nem aquele em que acho que o texto resultou melhor. Fotografia de arquitectura é o meu estilo preferido, embora isso não se note muito no blog. Por outro lado, os textos que mais gozo me dão escrever, são aqueles em que consigo relatar uma experiência mais pessoal. E se tiver alguma situação engraçada à mistura, melhor. Acho que essas vertentes se juntaram perfeitamente neste post, sobre o infame dia em que o universo conspirou contra as minhas intenções de fotografar a nova sede da EDP.

 

Pode mostrar-nos, numa fotografia, o seu ambiente de trabalho?
joaofarinha.jpg

Qualquer post começa quando ligo a máquina fotográfica ao computador. É aí que começo a idealizar os próximos posts, a editar as fotos, e a fazer a selecção das que vão ser publicadas. Nem sempre essas fotos dão logo origem a um post, depende sempre da inspiração. E quando esta custa a chegar, nada como olhar pela janela, e aproveitar a sorte que tenho, em ter uma secretária com vista para o Tejo.

Um blog ou site que aprecie consultar todos os dias.

Cinema, arquitectura e viagens, são os temas que mais me ocupam, nas minhas deambulações diárias pela internet. Três temas que, na verdade, também acabam por ter a fotografia como elemento comum.

Dado o contexto deste questionário, acho que faz sentido destacar um blog. Mas tenho que fazer uma confissão... Contam-se pelos dedos de uma mão os blogs que me cativam o suficente para uma visita diária. E neste momento, o meu preferido é também o que descobri mais recentemente, o Quiosque da Joana. E nem de propósito, é um blog que descobri graça ao trabalho incansável da equipa de blogs do SAPO, que todos os dias procura o que de melhor se escreve na blogosfera nacional.

Não é fácil uma pessoa criar um blog sobre o seu dia a dia, que seja divertido, inspirador, e sobretudo, tão sincero e despretencioso. Mas a Joana consegue-o, e o seu quiosque merece, sem dúvida, estar nas nossas listas de marcadores.

Para passar o tempo, ao ler os posts de outros autores, qual é a sua tag favorita?

A minha tag favorita é viagens. Como não posso viajar a sério todos os dias, ao menos viajo com os bloggers do sapo. Há vários blogs com textos muito, muito bons sobre viagens, e além de viajar com eles, sempre vou tirando umas ideias. Para aquelas alturas do ano em que posso desligar o computador, e apanhar o avião.

Um post que está sempre a adiar para amanhã.

Esta é fácil. Há quase um ano que estou para escrever sobre a minha viagem à Argentina, no ano passado. Mas há muito para relatar, muitas fotos para escolher (tirei mais de 2000), alguns vídeos para editar. Tenho uma ideia do que quero fazer, e tenho alguns rascunhos, mas para ficar tudo como tenho idealizado, preciso de me dedicar a sério. Como em tudo, o que custa é começar, e fica, pelo menos, a promessa de que não vou demorar mais um ano.

 

Obrigado, João!

Como eu blogo: Mochila Vermelha

Depois de uma pequena pausa para férias, voltamos para descobrir como blogam os nossos autores. Esta semana, fomos conhecer a Simone, a autora do blog Mochila Vermelha.

 

Se só pudesse destacar um post seu, qual seria?

É uma pergunta difícil. Julgo que estou a crescer de dia para dia. Cada vez que escrevo ou publico algo, trabalho para que seja o melhor artigo que escrevi até ao momento (posso não conseguir, mas pelo menos tento!). Sendo assim, e porque acredito que os “últimos são os primeiros” escolho o “Quem usa a Mochila”. E porquê? Porque no fundo, este deveria ter sido o meu primeiro post. É nele que exponho o meu verdadeiro eu e todos os motivos que me compelem a escrever. Sinto que este representa o espelho da minha alma! Mas no fundo, todos eles são importantes para mim, todos retratam alguma parte de mim ou das minhas vivências.


Pode mostrar-nos, numa fotografia, o seu ambiente de trabalho?

mochilavermelha.jpg

Este é o aspecto do meu cantinho! Por norma, é o local onde  escrevo mais frequentemente, no entanto, pode acontecer em qualquer outro local,como no sofá, na cozinha ou no comboio (nestes acabo por usar o tablet).

No fundo, gosto de poder olhar para coisas que me inspiram! E são várias:
1. Quadros de pintores famosos, como os de Renoir e Melvile (pena serem apenas réplicas baratas!);
2. Imagens que trouxe de viagens, gosto particularmente das que trouxe de Buenos Aires, mas ainda tenho espaço para mais, pois a parede é grande, logo, espero que ainda tenha muitas viagens para realizar, de modo a preenchê-la;
3. Uma pintura feita por mim, pois de vez em quando tenho acessos de criatividade e necessito de os despejar cá para fora. Por isso os lápis de cor e pastéis a óleo estão sempre por perto;
4. Mensagens positivas: a vida é dura e há dias que  temos que pensar que o copo está meio cheio e aprender a ver as coisas pelo lado positivo. Para me lembrar disso tenho o "today is a good day" e o amor, na forma do meu convite de casamento, e ainda, escrito em letras de madeira;
5. Símbolos que me lembram que posso fazer a diferença e que sou a realizadora da minha vida (caderno), amanhã é só mais um "take" protagonizado e realizado por mim;
6 O Mapa Mundi: assim visualizo os países que gostaria de visitar e a que "distância" estão de Portugal.

Um blog ou site que aprecie consultar todos os dias.

Bem sinto que estou a fazer um exame (risos!), cada vez as respostas às questões são mais complicadas! Como podem ver através da Mochila Vermelha, sou uma pessoa com vários interesses, como tal, não consigo escolher apenas um blog ou um site para ler. Nem seria justo, mencionar apenas um! Posso no entanto confessar que adoro consultar o SAPO, pois, assim encontro tudo num só sítio, as notícias do dia, desporto, economia, tecnologia, curiosidades sobre cinema, viagens, moda, lifestyle, e, como não poderia deixar de ser, blogues.

Para passar o tempo, ao ler os posts de outros autores, qual é a sua tag favorita?

E tenho que escolher só uma tag? Bem, mais uma vez existem várias! Confesso que sou uma verdadeira “papa tags”! Gosto muito de ler sobre decoração, humor, viagens (este não podia mesmo deixar de lado), culinária, e por aí fora… Sempre leio os posts destacados, às vezes os últimos publicados. No fundo, gostaria de ter mais disponibilidade para ler e comentar os blogs com os quais me identifico, no entanto, o tempo é pouco para fazer tudo aquilo que ambiciono fazer num só dia! Era tão bom que os dias tivessem mais umas horitas! Assim, talvez consultasse ainda mais tags! Seria a loucura!

Um post que está sempre a adiar para amanhã.

Tenho neste momento, dois rascunhos. Estão lá já há vários meses, a aguardar que eu tenha disponibilidade para os terminar. A verdade é que muitas das vezes, acaba por me dar vontade de escrever sobre outra coisa e eles por lá continuam. Um deles é sobre o meu casamento, mais precisamente as manualidades e coisas que podemos fazer para poupar dinheiro. O outro não posso dizer, pois quero que seja o próximo post a sair. É algo que quero muito escrever mas acaba por ser um pouco trabalhoso, facto que tem contribuído para continuar a ser um rascunho. No entanto, estou convicta que será para um amanhã muito breve! Vamos fazer figas!

Obrigada pelo desafio!

Obrigado, nós!

Um corretor ortográfico mais útil para todos

corretor.jpg

Desde que entrou em vigor, em 2009, o Acordo Ortográfico de 1990 tem sido tema de milhares de posts no SAPO Blogs. Entre as críticas, análises e defesas do novo acordo ortográfico, estavam também pedidos à equipa, para que assumisse uma posição sobre o assunto, a propósito de uma funcionalidade do nosso editor de posts: o corretor ortográfico.

Os autores que usam o corretor e seguem o novo acordo viam algumas palavras ser assinaladas como erros. Por outro lado, os autores que continuam a seguir o antigo acordo receavam que o corretor perdesse utilidade, caso este passasse a suportar as novas normas.

A nossa resposta passa por dar a cada autor a escolha sobre como quer verificar a ortografia dos seus textos.

A partir de agora, o corretor ortográfico permite escolher entre as normas antigas e o novo acordo ortográfico de 1990 (identificado pela sigla AO). O editor memoriza a opção escolhida pelo autor para uso em novos posts.

Os leitores dos blogs também passam a poder escolher a versão do verificador ortográfico que pretendem usar ao nível dos comentários. Os autores dos blogs podem definir qual é a versão disponível por omissão na página Comentários do menu Definições.

Esta novidade dá a todos os autores a possibilidade de tirarem partido do verificador de ortografia. Como sempre, contamos com o vosso feedback e sugestões para novas funcionalidades.

Como nós blogamos: O melhor blog do mundo

Dizem que as coisas boas da vida são para ser partilhadas e criaram um blog para mostrar algumas das que vão fazendo juntos. Fomos ver como bloga o casal por trás d'O melhor blog do mundo.

 

Se só pudessem destacar um post vosso, qual seria?

Pergunta difícil… Há vários textos que são especiais, acima de tudo não pelas palavras que os compõem, mas pelas boas memórias que nos trazem e que nos levam para sítios e lugares fantásticos. Mas, sendo só para destacar um post, destacamos o nosso primeiro post Olá Mundo!, que nos colocou neste universo do SAPO Blogs, um universo que só conhecíamos enquanto leitores e agora ao qual temos muito prazer de pertencer.

Podem mostrar-nos o(s) vosso(s) ambiente(s) de trabalho?

omelhorblogdomundo.jpg

O nosso ambiente de trabalho é o mundo… O mundo que adoramos conhecer e partilhar, através de palavras e imagens, muitas imagens! Por isso mostramos a nossa fiel companheira no seu habitat natural. Depois, num qualquer recanto do nosso palacete (mas nem sempre), habitualmente na sala, damos vida às palavras e às imagens que captámos e assim nascem os posts.
 
Um blog ou site que apreciem consultar todos os dias.

A internet, quer através de sites, quer de blogs e até mesmo de redes sociais, tornou-se no maior veículo de informação de todos os tempos. Ambos somos muitos curiosos e atentos ao que nos rodeia, por isso consultamos os principais sites noticiosos da nossa praça, onde se inclui o SAPO, bem como vários blogs que apreciamos (seria injusto estar a nomear) e o 9gag para animar o espírito.

Para passar o tempo, uma tag favorita?

Viagens, viagens e mais viagens… Passeio, passeio e mais passeio… As viagens e passeios não têm de ser longos, nem durar mais do que algumas horas, mas transmitem-nos óptimas sensações… Nem sempre é preciso sair do mesmo lugar, somente o facto de pesquisar por locais diferentes também nos transporta para outros sítios e alarga-nos os horizontes… Por tudo isto estas têm se ser as nossas tag favoritas.

Um post que está sempre a ser adiado para amanhã.

Não há propriamente posts que sejam adiados, por vezes temos é que gerir os timings para que posts mais longos ou trabalhosos sejam escritos em alturas que tenhamos mais tempo livre, porque há toda uma actividade profissional para além do blog, que em nada está relacionada com a escrita.

 

Obrigado aos dois!

Como eu blogo: Fernando Caeiro

Fomos conhecer um pouco melhor o Fernando Caeiro, autor do blog O Pai das crianças é muito infantil.

 

Se só pudesse destacar um post seu, qual seria?

Sem hesitar, seria o post sobre os contratos de associação.
Vem com um boneco que me deu imenso gozo fazer e que, apesar de apresentar uma visão que pode parecer simplista do problema, ilustra de forma humorística o que verdadeiramente penso sobre o assunto.
Eu gosto de me esmerar no Photoshop e aquilo ainda implicou algum tempo de pesquisa de imagens e de montagem.
Mas valeu bem a pena porque acabou por se tornar viral. Só num site que usou a imagem foram registadas mais de 30.000 partilhas, e encontrei-a em vários murais de amigos e desconhecidos, notáveis e anónimos, ou postada como comentário em inúmeras discussões sobre o tema – é giro ver uma coisa que fizemos ser disseminada.
Felizmente lembrei-me de colocar uma marca d’água para identificar o blog/autor.

 

Pode mostrar-nos, numa fotografia, o seu ambiente de trabalho?

Ambiente-de-trabalho.jpg

Se estavam à espera de um cenário cool como fazem as mamãs bloggers da moda, com tudo limpinho e organizado, e lombadas de livros sobre feng shui a fazer de conta que estão ali por acaso, esqueçam.
Em minha casa vivem 6 pessoas (e uma cadela) e eu tive que abdicar da divisão a que chamava escritório para permitir que a transformassem em sala de desarrumação e de  estudo.
Coloquei a minha computadeira na secretária de uma delas e até faz de porta-livros para a pilha de cadernos e dossiers que ali vivem.
Por baixo do ecrã está uma lancheira e à esquerda estão alguns despojos da última ida à Feira do Livro: um livro da colecção Uma Aventura e uma coisa que parece a lista telefónica mas que é o Don Quixote de La Mancha do Cervantes (o meu próximo objectivo).
Ali nada foi premeditado para a fotografia.
A única excepção foi uma mini que tirei dali para não fazer publicidade a marcas de cerveja; de resto, é a mesa tal como a encontrei.
Ah, a mini era minha - não se preocupem...

Um blog ou site que aprecie consultar todos os dias.

Se tem que ser mesmo só um, lamento mas vou ter que ser egoísta: é a minha página no facebook. As crianças são muito infantis. Tenho que lá ir todos os dias para gerir a página, responder a comentários, publicar conteúdos, etc.
Tem sido uma aventura bestial que já envolveu o convide da Bertrand para lançar um livro, convencer o Nuno Markl (que não conhecia) a escrever o prefácio, ir a entrevistas na rádio, TV e jornais, enfim... a minha vida mudou para melhor graças à página.
Um pormenor giro é que a miúda que fez as ilustrações originais, e é hoje uma das pessoas de quem mais gosto no mundo, é minha amiga virtual. Somos super amigos, fizemos um livro juntos, trocamos mensagens quase todos os dias, mas decidimos que por enquanto não nos vamos conhecer pessoalmente.
Não sei se é uma modernice do séc. XXI ou se é uma coisa retro como os pen-friends dos anos ’80, mas a verdade é que temos sido felizes assim.


Para passar o tempo, qual é a sua tag favorita?

Agora vou dar uma de info-excluído: eu nunca fiz uma pesquisa a partir de uma tag.
Mas a verdade é que também raramente tenho tempo para “passar o tempo”.
Eu já tenho 4 filhos, uma cadela, a página de facebook das crianças infantis e agora este blog – acho que sou o género de pessoa que gosta de arranjar lenha para se queimar...
Mas se tivesse tivesse que escolher assuntos para pesquisar, a minha grande pancada são os carros antigos em geral e os Ferraris em particular.
Há pouco só vos podia sugeri um blog/site e eu tive que vos mostrar o meu.
Mas vou religiosamente, todo o santo dia, a este site ver o que há de novo.
Se gostam de carros antigos (e de arte em geral, de relógios, de casas, de barcos, enfim, de coisas boas), isto é a Bíblia, o Corão, a Tora e o Talmude, tudo junto num local de culto on-line... https://www.classicdriver.com/en

Um post que está sempre a adiar para amanhã.

É o post sobre a vitória do Sporting no campeonato.

Mas não é bem adiar; é esperar com paciência, fé, esperança e alegria, que esse dia volte a chegar.

Nem seria tanto por mim, que já me senti campeão várias vezes e em várias modalidades, mas pelos meus 4 filhos.
Sei que um dia destes estaremos a celebrar e a rumar à estátua do leão no Marquês de Pombal para fazer a festa.
E quando esse dia chegar, vou fazer um post sobre isso. GRRRRR

 

Obrigado, Fernando!

Como eu blogo: Moralez

moralez.jpg

Fomos investigar a Partícula do Infinito e o laboratório de humor do Moralez.

 

Se só pudesses destacar um post, qual seria?

Seria talvez o primeiro post que escrevi, depois de muito ponderar se criava ou não o blog, o primeiro post acaba por ser dos poucos em que falo sobre mim, depois o blog acabou por ganhar vida própria e os conteúdos ficaram mais leves e descontraídos, são raras as vezes em que publico textos pessoais ou pesados. Habituei os meus leitores, sorrio sempre que digo ou escrevo isto, a rir com o meu blog, nunca pensei ter leitores já que a escrita não é uma das minhas qualidades.

 

Podes mostrar-nos o teu ambiente de trabalho?

ambiente--1.jpg

Embora não seja possível usar este cenário como ambiente de trabalho todos os dias, é esta paisagem ou outra similar que imagino quando escrevo, associo o blog a lazer, diversão, alegria e descontração, nada melhor do que um cenário de férias que associo às mesmas coisas, descontrair é a palavra de ordem.

Quem me conhece sabe que adoro viajar e que se pudesse não faria mais nada na vida a não ser viajar, conhecer novas culturas e novas pessoas, o ideal seria escrever sempre a partir de um local diferente. Talvez um dia quem sabe possa criar um blog de viagens.

 

Um blog ou site que aprecies consultar todos os dias.

Não vou nomear nenhum porque são tantos e tão variados que seria injusto, sempre que posso faço a ronda pelos meus blogs como lhes chamo, criei proximidade com alguns autores, esses tento ler e comentar sempre que possível. Mas existem tantos blogs, tão bons e tão diversificados que nem sempre consigo acompanhar todos, é complicado ler tudo de bom que se escreve por aí, as listas dos “Mais Lidos” e dos “Destaques” dão uma ajuda.


Para passar o tempo, uma tag favorita?

Sem dúvida que a tag que procuro mais é Humor para rir e como inspiração, às vezes ao ver determinada piada recordo-me de outras que acabo por publicar no meu blog. Mas “fotografia”, “viagens” e “vida” são outras que costumo procurar, são temas que gosto e que me inspiram para o meu trabalho.

 

Um post que está sempre a ser adiado para amanhã.

O post da despedida ou do intervalo, quando abraço um projeto gosto de lhe dedicar tempo e a verdade é que não tenho tempo para cuidar do blog como gostaria. Tenho muita coisa a escrever e a partilhar, mas neste momento não tenho disponibilidade para o fazer.

Um dia destes terei mesmo de escrever um post de despedida, desta vez a sério, poderá não ser um adeus definitivo, apenas um até já, mas sei que o terei de escrever.

 

Obrigado, Moralez!

Como eu blogo: M.J.

 "emedjay. de maria joão." Fomos conhecer um pouco mais a autora do E agora? Sei lá!, um blog sem filtro.

 

Se só pudesse destacar um post seu, qual seria?

digam a verdade: quem já respondeu a isto fica como o tolo no meio da ponte, não fica?
quando escrevemos quase diariamente escolher apenas uma coisa torna-se impossível. no meu caso dá-me pano para mangas porque ora escrevo sobre as maiores estupidezes, a mandar chumbo em tudo o que mexe; ora sou do mais pirosa possível a declarar, na minha anormalidade social, afectos por pessoas que vi pouquíssimas vezes  (ou nunca) mas que me tocam profundamente; ora ridicularizo (sempre sem sucesso, diga-se) aquilo em que não acredito ou que acho exagerado; ora sou eu a exagerada... enfim! sinceramente, nem sei como há gente que tem paciência para passar pelo "antro" - o nome carinhoso com que chamo o blog - e comentar mas acredito que se torne interessante para quem me acompanha desde o inicio ir percebendo o meu crescimento, as minhas mudanças, a minha evolução e o admitir dos meus erros e do que faço para os contornar.
e talvez por isso este seja o post que destaco. por ele e por quem falo nele.

(mas dava o meu dedo mindinho do pé esquerdo para poder acrescentar que este também tem todo o merecimento em ser destacado porque me deu a minha seita)

 

Pode mostrar-nos o seu ambiente de trabalho?

MESA.jpg


há pequenos pormenores a atender nesta foto:

  • está tudo demasiado organizado. costumam haver papéis aos montes por aqui, incluindo lenços, por causa das minhas alergias mas tive vergonha de expor essa badalhoquice ao mundo.
  • o caderninho está ali só para imitar "a das palavras" que eu não sou menos do que ela.
  • o quadro atrás tem apenas bilhetes/recados/postais de pessoas que conheci através do blog. se fosse possível tinha ali um detergente para a louça ou dois livros de uma editora que nunca leria mas não há ninguém que queira fazer parcerias com esta pobre pessoa. (perceberam a dica senhores dos detergentes?)
  • por fim, o globo consta da foto porque costuma estar ali e para vos lembrar que dentro deste peito de palavras e palavrões há uma alma sensível (devia ser coração, mas relevem) que colecciona globos de vidro com musiquinhas.


Um blog ou site que aprecie consultar todos os dias.

vou parecer uma idiota mas leio muito menos blogs do que gostaria.
ou, deixemo-nos de tangas, leio menos blogs do que me lêem a mim. é verdade. escolhi uns quantos que leio e que estão na área de leituras. são blogs totalmente diferentes uns dos outros e, por norma, agradam-me aqueles que mostram as" pequeninices" dos dias, que contam pedaços de alma ou que relatam situações com humor. poucas vezes vou ao blogspot. fico-me pelo sapo por uma questão de facilidade, por achar que nesta plataforma há menos pretensiosismos  (meu deus, vou ser trucidada) e, enfim, porque é mais cómodo ir às leituras e pôr-me a par de quem me interessa.
não querendo ser uma chata de meia tigela, confesso no entanto, que a gaffe é quem leio todos os dias, que procuro todos os dias e que me dói quando não escrevo.

(deus!
com tanto lamechismo e o casório aí à porta se me dá um treco... rapo o cabelo e sou a britney spears).


Para passar o tempo, qual é a sua tag favorita?

vou confessar uma coisa: estou chocada por as tags que mais de destacam serem "promoções", "antevisões", "folhetos" e "descontos".
apostaria a minha orelha direita (só não aposto as duas porque preciso de apoiar os óculos) que era "humor" mas entendo que seja mais útil o pessoal saber o preço do chispe do que se rir com a barriga vazia :D.
seja como for, e apesar de não procurar blogs por tags, interesso-me por aqueles que não são pretensiosos, que não tentam mostrar uma vidinha perfeita, que relatam situações com humor (humor é diferente de humorzito), sobretudo do negro. e vá, por esta não esperavam, até mesmo blogs de mães que declaram que a vida só tem sentido por serem mães (leiam o só, por favor, antes de pegarem nos ovos) para me lembrar daquilo que eu própria não quero ser.
(estou a exagerar, não estou?)

 

Um post que está sempre a adiar para amanhã.

fui ver na caixa de rascunhos.
há um post que de vez em quando escrevinho mas deixo nos rascunhos ainda assim. volto meses depois, dou um jeito mas não publico. trata-se da minha opinião acerca de determinadas pérolas que se dizem para enganar o ego e nas quais não acredito. no "o que interessa é o que tu pensas e não os outros" ou "só faz falta quem está" e ainda "que te interessam as opiniões dos outros se não pagam as tuas contas?". nunca consegui escrever realmente o que acho destes profundos pensamentos porque eu própria os uso e moldo à minha maneira mas, na realidade, acho uma valente trampa.
ora bolas! estraguei o fim do post.
(já agora, o que acham vocês?)

 

Obrigado, M.J.!

Como eu blogo: Gaffe

 Assina o seu blog como Gaffe, mas a sua escrita tem pouco de irrefletida. Fomos saber como bloga a Gaffe.

 

Se só pudesse destacar um post seu, qual seria?

Espanto-me quando dou conta que são centenas espalhados pelas avenidas!
Devia agora dizer que todos são meus filhos e amados da mesma forma, mas seria uma patetice. Lembro-me vagamente dos que aparecem na primeira página. No entanto, quando surgiu a pergunta, encontrei de imediato o meu eleito. É, ao contrário da maioria, demasiado intimista, quase confessional e lamechas, mas é aquele que escrevi com o coração a fugir-me pelos dedos.                                                        

 

Pode mostrar-nos, numa fotografia, o seu ambiente de trabalho?

casa.jpeg

Sou para grande tristeza minha uma péssima fotógrafa. Mesmo as máquinas mais sofisticadas, aquelas que nem sequer precisam de gente para captar uma imagem, comigo ficam confusas.

Pensei deixar-vos com um dos três cantitos onde pela noite dentro analiso, estudo, preparo - entro em pânico, - revejo e reavalio tudo o que está agendado para dali a algumas horas. Depois percebi que, às duas da manhã, costumo errar nas minhas escolhas.
Prefiro mostrar-vos o lugar onde sou sempre, sempre, sempre feliz. O lugar onde gota a gota a calma regressa e onde o vento espalha o voo da tarde por entre as derradeiras sombras de tílias rendilhadas.
Este é o lugar que me pertence. É o lugar que quero partilhar convosco. É o lugar que quero também vosso.

 

Um blog ou site que aprecie consultar todos os dias.

Sou uma rapariga infiel e embora tenha dois blogs que visito religiosamente, não sou capaz de os denunciar. Sou recatada e politicamente correcta. Sendo assim – e contornando a questão – assumo que visito o meu, todos os dias.

 

Para passar o tempo, qual é a sua tag favorita?

A verdade é que não me guio muito pelas tags. Sou demasiado irrequieta. Como gosto muito de imagens e ando sempre à procura daquela que pode limar, ilustrar e mesmo desviar as atenções das tolices que escrevo, acabo por favorecer a fotografia.

 

Um post que está sempre a adiar para amanhã.

Aquele em que tenho de me despedir de vós.

 

Obrigado, Gaffe!

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.