Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

A arte de bem reportar

Já tinha prometido há uns tempos, e agora aqui fica cumprida a promessa. Um post sobre como é que decidimos desenvolver e implementar novas funcionalidades, e o processo desde  o início até ao fim.

Vamos basear esta "explicação" no novo editor.

Verificámos, logo após o lançamento desta nova plataforma, que o editor apresentava alguns problemas, em algumas situações, e com alguns browsers . Apesar de ser um editor a funcionar noutras plataformas, era limitado em termos de funcionalidades, face ao que disponibilizávamos na anterior plataforma de Blogs.

Substituí-lo era a única opção.

Começámos a nossa busca, por editores que disponibilizassem muitas funcionalidades, cobrindo todas as funcionalidades anteriores, e, de preferência, que permitisse fazer mais coisas. Era também imprescindível que fosse compatível com esta nova plataforma.

Depois de vistas e testadas várias alternativas, escolhemos este. Isto foi no dia 8 de Março.

Iniciámos logo o trabalho de integração, num ambiente de desenvolvimento, isto é, um ambiente de laboratório, onde temos um sistema semelhante ao que está em produção (e disponível para os utilizadores). Durante cerca de 3 semanas os técnicos trabalharam na integração, até a darem como pronta para testes.

É nesta altura que a equipa de gestão de produto inicia a bateria de testes. Nesses testes, em que tentamos reproduzir o máximo de diferentes experiências de utilização, descobrimos bugs , e fazemos de imediato o report à equipa técnica. O que estávamos a tentar fazer, o que era suposto que acontecesse, o que de facto aconteceu (ou não aconteceu), a mensagem de erro devolvida, o comportamento do serviço, o sistema operativo, o browser , a ligação à internet, o número de vezes que o erro foi reproduzido.

Tudo são dados importantes, para diagnosticar a causa do problema , e consequentemente, resolvê-lo.

É frequente conseguirmos resolver um bug no Internet Explorer , e essa correcção despoletar um novo erro em Firefox (e vice-versa).

Tentamos ter um número alargado de pessoas a fazer testes beta-testers ), com diferentes competências e exigências. Aquilo que é importante para alguém que programa pode não ser importante para alguém que faz design (e vice-versa).

Então, perguntam vocês, como é que com tanto teste e experiências de utilização, se lançam coisas que ainda têm bugs ?

Porque, por mais que nós tentemos, não conseguimos nunca reproduzir todas as experiências dos utilizadores, todas as suas idiossincrasias. Vocês são muitos (e ainda bem que são), e é-nos impossível reproduzir todas as combinações de sistema operativo browser /acesso à Internet/competências/ etc.

Por isso, lançamos em Beta, e pedimos a vossa ajuda, não só para corrigir bugs , mas para que a vossa opinião possa estar representada no serviço, e as funcionalidades sejam aquelas que vocês querem, porque são as funcionalidades de que precisam.

A prosa já vai longa, mas no fundo, serve este post para dar alguma visibilidade ao trabalho de bastidores, e para vos pedir que, sempre que encontrem algo que julguem ser um bug , não digam: "a funcionalidade tem um bug ". Se lançámos determinada funcionalidade, foi porque a testámos, e não encontrámos qualquer problema. Dêem-nos o máximo de informação possível,  para que consigamos reunir as condições que nos permitam reproduzir o problema.

Assim, browser , sistema operativo, comportamento da funcionalidade, mensagem de erro devolvida pelo servidor (caso haja) são sempre bons pontos de partida.

Nós estamos cá para aprofundar as questões, e corrigi-las.

29 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.