Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

Publicação remota

Hoje venho falar-vos da publicação remota.
O que é isso? E para que serve?

Publicação remota explica-se de forma simples. Em vez de abrirmos o browser, ir a blogs.sapo.pt e escrevermos o nosso post online, podemos fazê-lo recorrendo a um software que instalamos no computador e que se encarrega de gerir os posts e fazer a sua publicação.

Imaginem que vão numa viagem de comboio a bordo de um pendular e ficaram fulos com a péssima refeição que acabaram de vos servir. A couve roxa e a papa de tomate ainda fervilha no estômago e estão prontos para fazer um post gigante sobre o assunto.
Claro que podem sempre pegar no portátil, abrir o word ou outro processador de texto e começar a escrever. E se existisse um software que instalamos no PC onde podemos não só gerir e editar posts antigos, como também escrever novos posts com toda a calma até que estejam tão perfeitos como queremos.
Esse software existe e os blogs do SAPO são compatíveis graças a uma interface de publicação remota. (os dados mais nerd ficam lá para o fim do post)

Segue-se uma explicação sumária sobre como configurar um dos programas mais populares para o efeito. o w.bloggar (download e utilização gratuitos como os blogs do SAPO).

Podem fazer o download a partir do endereço do w.bloggar.

Depois de instalado, ao correr o programa pela primeira vez, surge o écran de configuração:



Escolham a primeira opção (já têm uma conta que querem adicionar ao programa)



Em seguida, vão dizer ao w.bloggar que deve utilizar uma interface do tipo Livejournal, e escolhem um nome para a conta que querem usar. É apenas um identificador que será útil para o caso de usarem mais do que uma conta de mail nos blogs do SAPO.

Podem ainda escolher qual dos sistemas querem "pingar", como o technorati ou o blo.gs. Se não sabe ainda o que isto é, pode deixar em branco. Mais tarde falaremos dos pings.



O passo seguinte é a escolha do serviço de blogs e seu URL.
Preencham o "Host" com blogs.sapo.pt e continuem para o próximo passo.



Finalmente, vamos identificar-nos perante o sistema da mesma forma que o fazemos na página principal dos blogs. Com o email e a password

Uma vez terminada a configuração, surge o écran de edição dos posts.



Reparem na barra de ferramentas. Todos os blogs que tiverem registados com o vosso email irão aparecer ali para que possam escolher onde querem fazer o post.



Segue-se a edição do post que tem uma tab útil de "preview".

No final, basta clickar no botão Post e aguardar que este seja enviado para os blogs do SAPO. A confirmação é obtida com a seguinte mensagem:



E pronto! O post já se encontra online. Este software tem muitas outras funcionalidades. Nem todas 100% compatíveis com todos os sistemas de blogs, mas certamente a maioria será. Explorem-nas a vosso gosto.
Recomendo que o façam em blogs de teste primeiro para que não aconteça nenhuma "desgraça".
O SAPO não tem qualquer responsabilidade no desenvolvimento deste software e obviamente é alheio a algum problema que seja causado por algum bug ou incorrecção no seu funcionamento.

Vejam como ficou o post acabadinho de fazer.



Perfeito, não?

Naturalmente que este post pode posteriormente ser editado a partir dos blogs do SAPO como todos os outros. Reparem:



A nota nerd de rodapé:

A API usada é a Blogger API que está em /interface/blogger sendo o host blogs.sapo.pt
Qualquer outro programa compatível com esta API deverá conseguir funcionar com os blogs do SAPO.
Já testamos por exemplo o Flock, com sucesso.

16 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.