Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

Como eu blogo: a Diva do Sofá

divadosofa.jpg

Esta semana fomos conhecer como bloga a Helena, autora do blog A diva do Sofá, um blog sobre estilo, entretenimento e viagens.

 

Se só pudesse destacar um post seu, qual seria?

Confesso que achei que esta pergunta seria mais fácil de responder do que, na realidade, o é. Inicialmente pensei que iria destacar o último que publiquei, mas depois repensei a questão e destacaria então o Top 5 das séries da Diva (2016). Não se trata de um post altamente literário e artístico, pensado ao nível da crítica cinematográfica, mas sim, pensado como o culminar de um processo anual de higienização mental. Obviamente que gosto de cinema e gosto de séries de televisão, mas para mim cumprem uma função terapêutica no sentido em que, durante aqueles minutos, o nosso cérebro está apenas dedicado ao que estamos a ver. Eu gosto de deixar o meu cérebro deambular pela criatividade alheia, quer seja através dos livros, quer seja através de filmes ou séries, considero-o um elemento inspirador e motivador que revela sempre esforço, trabalho e dedicação. Nesta temática, não sou da opinião que existam más obras, sejam elas de que género forem. Creio sim que há obras podem ser melhoradas, ou exploradas de forma diferente. Ninguém nasce perfeito, aliás só a ideia de atingir a perfeição absoluta é algo extraordinariamente aborrecido e de evitar a todo o custo. Toda e qualquer expressão artística é um processo evolutivo e por isso tem de se lhe dar espaço e tempo para que se possa desenvolver. Confiná-la e moldá-la aos desejos e paixões de terceiros é um disparate, mas há quem o faça bastante bem.

 

Pode mostrar-nos, numa fotografia, o seu ambiente de trabalho (físico ou virtual)?

helena.jpg

Se estão à espera de ver um espaço físico com uma fotografia super fashion ao género de flatlay composta com o propósito de ganhar imensos likes no Instagram ou no Pinterest, epá desenganem-se… não só não tenho aspirações a main-streamer, como também não é algo que promova ou encoraje nos outros. Sou pela diferença e por isso meu espaço é uma bagunçada total que adoro, com livros, papel, canetas e revistas espalhados por todo o lado.
Para a fotografia, a única coisa que fiz foi arrumá-lo um bocadinho só para não parecer muito mal… ok, e dei uns retoques na imagem para lhe dar um ar mais independente e para se ver melhor o meu Darth Vader. Sim, é verdade. Tenho a cabeça do tio Vader ao pé de mim. Gosto de lhe fazer festinhas no capacete de vez em quando e de lembrar-me do meu lado negro. Todos temos um. Lado negro, isto é, e contrariá-lo é muitas vezes uma tarefa árdua que requer energia. Tê-lo aqui ao meu lado ajuda a inverter a tendência e a não sucumbir a algumas frustrações da vida como por exemplo; quando estou mais irritada com qualquer coisa e sinto aquela vontade de o arremessar à cabeça de alguém, olho para ele e digo-lhe: “Figo! Tu não que foste caro”, e enquanto estamos neste monólogo a irritação dissipa-se.

 

Um blog ou site que aprecie consultar todos os dias.

DeviantArt. Adoro arte digital e sou capaz de passar horas a explorar as criações de novos artistas. É uma espécie de tortura embrulhada num sentimento de inveja saudável. Eu não tenho jeitinho nenhum para a coisa, mas fico feliz por ver que há imenso talento espalhado por aí.

 

Para passar o tempo, ao ler os posts de outros autores, qual é a sua tag favorita?

Em boa verdade, a minha tag favorita é Livros. Sou fã incondicional de livros sejam eles em formato papel ou em formato digital e por norma, dou sempre preferência às versões originais. Adoro ler textos, contos e histórias que ninguém lê, de autores pouco conhecidos e outros completamente desconhecidos. Gosto de ser surpreendida por um bom texto, com um bom conteúdo e bem escrito. No entanto, penso que devo fazer aqui uma pequena ressalva; para mim um texto bem escrito é aquele que consegue transmitir a sua ideia de uma forma clara e coerente, independentemente, do estilo de escrita do seu autor.

 

Um post que está sempre a adiar para amanhã.

Se fosse só um, seria uma pessoa muito contente.
São vários e todos eles implicam um nível de exposição pessoal que entra em conflito com a minha natureza mais reservada. Como dizia no outro dia a alguém: “Porque razão haveria eu de partilhar os meus tesouros com outros?”, sendo que estes “tesouros” são as minhas próprias criações, as minhas próprias experiências. E agora que estou a responder a esta pergunta, depois de ter respondido às outras todas sob o apanágio da evolução e blá blá blá, estou a olhar para isto e a pensar “és tão egoísta…” no entanto, não é assim que me vejo e maneira que os meus posts ainda estão na fase da procura do equilíbrio entre estas duas partes. Tenho, na agenda do blogue, vários tópicos que abordam a questão do relativismo cultural, da religião e o papel da mulher na sociedade, mas tenho consciência que são assuntos polémicos… até porque um desses posts, que carinhosamente intitulei “O complexo de Eva”, reflete e promove uma destruição completa daquele mito da costela do Adão. Neste sentido, a Diva do Sofá é um espaço que está em processo de desenvolvimento, está à procura de um ponto de equilíbrio entre dois polos opostos e tenho a certeza que, com o tempo, lá chegarei.

 

Obrigado, Helena!

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.