Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

Meet the blogger: Carla Hilário Quevedo

carla.jpg

Esta semana entrevistámos a Carla Hilário Quevedo, autora do blog bomba inteligente.

 

Criou o seu blog em 2003, numa altura em que ainda era raro ouvir falar em blogs. O blog potenciou a sua escrita ou deu-lhe simplesmente um meio de divulgação?

O blogue potenciou a escrita mais do que ser um meio de divulgação. Sobretudo potenciou o desenvolvimento de ideias que eu não sabia que tinha. De repente era preciso preencher uma imensa página em branco, dar-lhe uma forma, dar-lhe uma identidade, se quisermos. Nada disto era muito consciente na altura. Mas o blogue tem dois aspectos divertidos, além da escrita: a partilha e a criação de ideias que se repetem e dão forma ao que dantes era só um espaço em branco.

A Carla assina vários espaços de opinião na imprensa escrita. Que diferenças existem na forma como escreve no blog e num jornal?

A forma e até o tom são muito determinados pelo espaço. É diferente ter um espaço ilimitado (o caso do blogue) ou ter de me explicar em 950 ou 3000 caracteres com espaços. Isto condiciona tudo.

Assinalou há pouco tempo 12 anos de blog. O que a motiva, passado todo este tempo, para continuar a escrever como "bomba inteligente"?

Aqui entre nós, não escrevo no blogue há vários anos, mas não digam nada a ninguém. Ou escrevo muito pouco. O blogue tornou-se um meio de partilha dos meus textos, porque o tempo não tem estado do meu lado
neste aspecto. Mas não quero acabar com ele porque tenho uma relação pacífica e doce com o que seja para sempre. O blogue está ali para se me apetecer e tiver tempo para fazer dele mais activo e interventivo.
Ou outra coisa qualquer que não sei ainda o que é.

bomba inteligente não permite aos leitores deixarem comentários. Porquê?

Começou por não permitir porque a blogosfera era uma selva e preferia, mal por mal, ao menos não ser insultada no meu próprio blogue. Depois acabou por ficar assim. Também porque sou um bocadinho obsessiva com as respostas. Respondo a 90% das mensagens e não queria ficar presa aos comentários. Agora o blogue também está associado a contas de Facebook e Twitter, onde há comentários e respondo. Está tudo bem.

 

Pode recomendar-nos um blog no SAPO que siga?

Recomendo dois: A causa foi modificada, o melhor blogue não actualizado da blogosfera, e o Mesa Marcada, um blog de gastronomia.

 

Obrigado, Carla!

7 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.