Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

Meet the blogger: Joana Sousa

joana.jpg

Esta semana entrevistámos a Joana Sousa sobre filosofia, criatividade e blogs.

 

No seu perfil, identifica-se como "sou filósofa". Como é que a Filosofia entrou na sua vida?

A família diz que sempre gostei muito de perguntas, desde pequena. Quando me perguntavam "o que queres ser quando fores grande?" respondia: jornalista - profissão onde o perguntar também é uma constante.
Acho que levei aquilo a que se chama  "idade dos porquês" muito a sério e quando conheci a filosofia no secundário, rendi-me aos seus encantos. Acabei por licenciar-me nesta área. Depois trabalhei na banca, estudei recursos humanos e consultoria até me dedicar à filosofia para crianças.
Em 2008 criei o meu projecto filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade e tenho andado um pouco por todo o país - e pelo mundo, pois já estive em Maputo - a promover oficinas de filosofia e criatividade, para crianças e jovens. Também dou formação a pais, educadores, professores e agentes educativos.
Actualmente estou a trabalhar em duas escolas públicas, assegurando aulas de filosofia em seis turmas do 1º ciclo (1º ao 4º ano, entre os 5 e os 10 anos de idade).


No JoanaRSSousa, conta algum do seu trabalho a ensinar Filosofia a crianças. É mais fácil falar de Filosofia a crianças ou adultos?

Boa pergunta. O meu blog JoanaRSSousa foi criado com a intenção de divulgar o meu trabalho, a minha investigação, a minha caminhada no mundo da filosofia. Quando conheci a filosofia para crianças e as suas metodologias percebi que era isso que queria fazer.
Tem sido um desafio constante. É um desafio duplo: "filosofar" com as crianças, tornando os "trabalhos para pensar" em jogos, em actividades lúdicas que os cativem e perante as quais eles sintam alguma relação com a sua vida; o outro lado do desafio relaciona-se com a desconstrução de uma série de tabus e de preconceitos que os adultos têm perante a filosofia em si e sobretudo perante a filosofia para crianças. "Mas a senhora ensina filosofia aos meninos? As obras de Kant?" Nada disso. Nas minhas aulas ou oficinas partimos daquilo que são as coisas, as situações próximas das crianças para poder trabalhar aspectos filosóficos do pensamento. Partimos do princípio que não saber a resposta não é um problema - temos oportunidade de investigar, em conjunto, a resposta - ou as várias que possam existir.
Esta atitude é mais difícil de encontrar nos adultos, que já estão "cheios" de respostas e nem sempre se disponibilizam para investigar, mudar de ideias, errar, voltar atrás e encontrar respostas - ou até mais perguntas.
Voltando à pergunta: é mais fácil com as crianças, sim. O difícil é tornar isso interessante e apelativo para elas, dia após dia.
Um dia um pai encontrou-me à saída da escola e perguntou: "então a senhora é que é a professora de filosofia? há-de me explicar como é que transforma uma pergunta num jogo!". Por isso é que o meu material de trabalho inclui baralhos de cartas, caixas de sapatos, post its - para além de livros e essas coisas que naturalmente se encontram nas salas de aula.

No JoanaRSSousa, escreve várias vezes sobre filocriatividade. O que significa?

filocriatiVIDAde é o nome do meu projecto, que combina duas áreas nas quais trabalho e investigo: a filosofia e a criatividade. Durante o meu percurso académico acabei por estudar e trabalhar algumas técnicas como os mapas mentais (Tony Buzan) e os seis chapéus do pensamento (Edward de Bono); o meu projecto é o resultado do cruzamento das metodologias da filosofia para crianças (Matthew Lipman e Oscar Brenifier) e das técnicas que referi, que me permitiram criar um estilo de facilitadora/formadora próprio.
A expressão que criei une filosofia e criatividade. Coloco a palavra VIDA em maiúsculas precisamente para salientar este aspecto vital, fundamental da filosofia, do pensar, para a vida de cada um de nós.

A Joana escreve em vários blogs. O que é blogar para si?

Costumo dizer que cheguei tarde ao mundo da internet e depois ao mundo dos blogs. Depois de chegar e de lhe tomar o gosto assumo a postura "daqui não saio, daqui ninguém me tira".
Os blogs são espaços de partilha; no meu caso, tenho vários por opções de comunicação.
Um blog relacionado com o meu trabalho, onde partilho as minhas aventuras no país das filosofias.
Outro onde falo de tudo e mais alguma coisa que se passa na minha vida - os filmes, as músicas, os amores, os desamores, a família, os animais, as coisas curiosas que me acontecem no dia a dia.
Já fiz amigos por causa dos blogs - e já me contactaram para trabalhar por causa do blog. Já me aconteceu ser interpelada por "desconhecidos" que me perguntam "Não és a lady bug?" ou "Tu não és a joana sousa da filosofia? Acompanho o teu blog." Acho isso muito positivo e fico contente quando acontece.
Os meus blogs funcionam como uma espécie de "bilhete de identidade" para me apresentar no vastíssimo mundo da internet. Por mais que as redes como o facebook  e o twitter  façam parte da minha vida e da forma como comunico, os blogs são o cantinho, o porto seguro,  onde gosto de "arquivar" momentos (profissionais ou pessoais) que quero partilhar com o mundo.

O que perguntaria ao próximo blogger desta rubrica?

"Ainda te lembras da primeira publicação que fizeste no blog?"

 

Obrigado, Joana!

9 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.