Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

A Equipa

O blog da equipa que mantém o SAPO Blogs. Deixe a sua dúvida ou sugestão nos comentários de qualquer post.

Meet the blogger: Paulo Guerrinha

paulo.jpg

Jornalista a dar os primeiros passos na blogosfera, colocámos cinco perguntas ao Paulo Guerrinha sobre os seus blogs.

 

Podes apresentar-te?

Sou jornalista há quase 20 anos. Já fiz rádio (ainda na altura em que havia rádios pirata), televisão, mas a paixão pela escrita levou-me a ingressar nos jornais e revistas. A minha chegada à Internet aconteceu em 2003, quando tive a oportunidade de gerir e produzir conteúdos para o site do Rock in Rio-Lisboa. Continuei neste meio porque é aqui que tenho a possibilidade de colocar em prática a experiência de todos os meios. Foi isso que apliquei ao SAPO Desporto. Projeto que foi lançado em 2008, o primeiro site com uma equipa vocacionada para a produção multimedia, com uma cobertura jornalística. A fotografia, começou como uma paixão antiga até decidir apostar na formação para desenvolver também como atividade profissional.

Enquanto jornalista, qual é o apelo de escrever num blog?

Há diversos apelos. Escrever é gostar de partilhar histórias. Neste momento talvez sinta necessidade de escrever mais. De sentir as reações de quem lê.

Escreves em mais do que um blog, em qual deles te revês mais?

Acho que me revejo nos três da mesma forma. O facto de ter 3 blogs ativos tem a ver com temáticas e com a minha veia mais jornalística de catalogar os artigos que escrevo. O Coisas da Vida é o blog mais antigo, que esteve inativo durante alguns anos. Neste espaço dedico-me a publicar a minha visão sobre política, economia, desporto. Coisas mais voltadas para temas de atualidade. O Novos MediaConversas de Homem surgiram mais tarde. O primeiro onde dedico os artigos a temas mais relacionados com a profissão. Tento que seja uma espaço de debate para, de forma modesta, ajudar o jornalismo a clarificar o seu caminho. O segundo, é onde exponho mais a minha vida pessoal. Falo de temas mais light, temas que dizem respeito a um público mais masculino mas que, curiosamente, tem atraído mais mulheres do que homens.
Talvez esteja na altura de agregar as temáticas num único site!

No blog Novos Media refletes sobre as tendências na forma como produzimos e consumimos conteúdos. Qual é a tendência mais interessante que vês atualmente a acontecer nos média?

As tendências ainda estão a ser definidas a nível internacional. O grande desafio é perceber como os meios podem ganhar dinheiro com os conteúdos. Produzir conteúdos custa dinheiro. Temos assistido ao aparecimento de muitos sites mas onde a produção própria é escassa. É quase tudo “picar” notícias de terceiros. Costuma ver-se muitos casos em que um meio publica um artigo a citar uma outra fonte que nem sequer é a fonte original da notícia. O maior desafio talvez esteja do lado do público que tem de definir se quer qualidade, rigor, produzido por meios e jornalistas credíveis; ou se quer continuar a ler aquilo que mais facilmente aparece nas redes sociais. Muitas vezes sem rigor, inverdades.
Acho que toda a gente sabe disto mas se os utilizadores não pagam pelas notícias, os sites têm de viver da publicidade, e esta (regra geral) é paga de acordo com o número de Page Views.
Ainda não chegámos ao ponto em que os anunciantes recusam publicitar em meios onde o conteúdo é uma cópia. Por isso, se a audiência continua a clicar naquilo que é comumente descrito como "videos dos gatinhos", visitando menos o conteúdo jornalístico sério, estamos a abrir espaço para uma queda brutal da qualidade jornalística.

Podes recomendar-nos outro blog que acompanhes no SAPO?

Volto já. É um blog recente mas que se dedica a um tema sobre o qual também sou apaixonado: Viajar na companhia de quem se ama!

 

Obrigado, Paulo!

7 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.