Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Equipa

O blog da equipa do SAPO Blogs. Um espaço para falar de blogs, esclarecer dúvidas e partilhar boas ideias.

Qual é a melhor forma de moderar os comentários num blog?

22.07.19 | Pedro Neves

Quem já tem um blog há algum tempo, e permite comentários, sabe que o blog não é só escrito apenas a duas mãos. Os comentários deixados pelos visitantes também podem acrescentar valor ao que foi publicado.

Qual é a opinião de quem tem blog há mais tempo? E, para quem aceita comentários, qual é a melhor maneira de os moderar? São questões que podem surgir a quem cria um blog e que quisemos ajudar a responder, convidando algumas autoras com blogs no SAPO a partilharem connosco as suas perspetivas. As suas respostas, submetidas separadamente por e-mail, seguem abaixo.

Com quem falámos?

luisadesousa.jpgA Luísa escreve sobre felicidade e desenvolvimento pessoal no blog Uma pepita de sucesso, e tem comentários abertos e sem moderação.
marta.jpgA Marta concilia o quotidiano com o seu interesse por entretenimento no blog O meu canto, e tem comentários abertos e modera todos os comentários feitos pelos seus leitores.
mac.jpgA Mac partilha o seu gosto por decoração e moda no blog A vida em azul cueca, e não permite comentários.
margarida.jpgA Margarida partilha a sua paixão por culinária no blog Sabores da minha cozinha, e tem os comentários abertos, com moderação apenas para aqueles leitores que não segue ou que não se autentiquem.

 

Como é que modera (ou não) os comentários no seu blog? E foi sempre assim?

Luísa: Desde o início que nunca moderei os comentários nos meus blogs.

Marta: Todos os comentários recebidos no meu blog são moderados, independentemente de, quem comenta, ser um blog que sigo, ou um desconhecido. Não me recordo se optei por este tipo de moderação logo no início, mas já tenho esta definição há muitos anos, não foi uma opção recente.

Mac: Tive a opção de comentários activa desde a criação do blog até ao nascimento do meu filho mais novo, ou seja, até há cerca de 7 anos atrás.

Margarida: No meu blog os comentários são moderados apenas para autores que não sigo. Nem sempre foi assim. Inicialmente optei por comentários moderados para todos os leitores, mais tarde optei por alterar.

 

Porque optou por essa forma de moderação?

Luísa: Porque os meus blogs são uma “casa” onde todos são bem-vindos, onde têm a oportunidade de manifestar livremente o que sentem e a sua verdadeira opinião.
Porque acredito que quem comenta algo nos meus blogs gostaria ver o comentário publicado de imediato.
Porque confio nas pessoas que passam nos meus blogs.
E mesmo um comentário que não me agrade, é a opinião de outra pessoa, e aceito-a, estou sempre aberta a críticas construtivas, que melhoram ou enriquecem um ponto de vista.
Gosto muito da interação que se gera com os comentários, muitas vezes feitos “em tempo real”, o que não aconteceria com a moderação.

Marta: Penso que, de uma forma geral, existem muitos visitantes a deixarem comentários que nem sempre estão relacionados com o conteúdo da publicação. Acontecia-me muito deixarem comentários de publicidade a produtos, links de outros sites, ou comentários despropositados relativamente ao assunto abordado.
Por outro lado, no que respeita a artigos de opinião, em que a ideia é debater, através dos comentários, de forma saudável, o ponto de vista de cada um, há sempre quem acabe por resvalar para a falta de educação, ou comentários ofensivos.
Assim, a moderação é uma forma de poder fazer uma selecção do tipo de comentário que aceito ou não no blog, de acordo com o seu conteúdo e pertinência.

Mac: Como faço a partilha dos posts do blog no Facebook, na época com um recém-nascido não estava com muito tempo para responder a comentários em duas plataformas, e se já achava estranho manter duas conversas paralelas sobre o mesmo texto, com a agravante que havia pessoas que comentavam em ambas e eu tinha de repetir respostas, a minha falta de tempo foi só o empurrão para me facilitar a vida. Depois uma outra razão de peso e que já muitas vezes me tinha feito pensar em fechar os comentários, eram os comentários completamente despropositados ao tema do post, e outros despropósitos que chegaram até a considerações à educação que dou aos meus filhos, opiniões sobre a minha vida, enfim coisas que nada tinham a ver. E se no Facebook as pessoas têm de se identificar, apesar de algumas se darem ao trabalho de criar perfis falsos, mas como isso dá trabalho, raramente insistem, já no blog era facílimo criar um perfil e comentar, mesmo tendo inibido os comentários anónimos.

Margarida: Optei por mudar a forma de moderação porque me fui apercebendo que existiam várias formas de moderação dos comentários. Assim sendo, não fazia sentido e talvez fosse um pouco constrangedor moderar os comentários aos leitores que me seguiam e que deixavam comentários no blog com alguma frequência, bem como àqueles que eu seguia. Para mim, esta seria a forma mais correta uma vez que já nos íamos conhecendo na blogosfera.

 

Já ponderou alterar a moderação para permitir imediatamente comentários por autores que segue?

Marta: Nunca pensei muito nisso. Como estou regularmente online, e acabo por aprovar os comentários quase de imediato, acaba por não fazer muito sentido.
Por outro lado, o facto de moderar os comentários torna mais fácil também, ao mesmo tempo, responder a cada um deles. Se forem aprovados automaticamente, é provável que perca um pouco a noção dos comentários que recebi, e deixe alguns sem resposta.

Mac: Por acaso não, mas nunca digo que desta água não beberei, no entanto este foi um assunto que arrumei e dificilmente voltarei atrás.

 

O que faz com comentários indesejáveis?

Luísa: Nunca recebi comentários indesejáveis, ofensivos, provocatórios ou insultuosos. Se algum dia isso acontecer, elimino o comentário.

Marta: Se for publicidade, conteúdo ofensivo, ou tentativa de alguém se aproveitar daquele espaço para falar de algo que nada tem a ver com o post que está a comentar, apago.
Se for um comentário em que a pessoa expressa, através do seu comentário, uma opinião contrária, relacionada com o tema abordado, de forma mais agressiva, até posso aprovar e, eventualmente, responder. Mas se perceber que a única intenção é entrar em conflito, gerar confusão, prefiro simplesmente ignorar.

Mac: O que sempre fiz e dependendo do teor do comentário e do meu humor, ou ignoro, ou respondo, se acho que vale a pena responder, apesar da experiência me dizer que não vale a pena responder.

Margarida: Depende. Se o comentário não tiver nada a ver com o conteúdo do post publicado e for de um anónimo ou de um autor que não sigo, normalmente apago-o. Se o comentário for de um leitor que eu sigo ou que me segue, tento responder da melhor forma que sei, ou seja educadamente.

Obrigado, Luísa, Marta, Mac e Margarida! Para mais dicas sobre como é possível moderar comentários nos blogs SAPO, podem consultar o nosso post de ajuda.

E vocês, o que pensam sobre este tema? Contamos com as vossas perspetivas nos comentários.

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Sofia

    23.07.19

    Rute, já estou farta de dizer o mesmo ao Pedro! É algo evidente.
  • Imagem de perfil

    Pedro Neves

    23.07.19

    Sofia,
    Lamento que pense assim, e que o seu contributo para esta discussão se resuma a isso. Não somos máquinas de fazer destaques, não podemos agradar a todos e, sobretudo, não merecemos ser destratados no nosso trabalho, quando nunca o fizemos com ninguém nem nenhum utilizador desta plataforma.
  • Imagem de perfil

    Sofia

    23.07.19

    Pedro, nem estava a falar de destaques! Mas todos nos sentirmos acarinhados pela equipa de igual maneira. A Rute é de uma das pessoas mais queridas da blogesfera e está aqui há 10 anos.Seria uma excelente convidada para este post ou como eu blogo. É nos pequenos pormenores que está a diferença! . Saber ouvir uma critica, sobre algo que vários bloggers sentem, há muito tempo, não é estar a maltratar a equipa. A equipa devia ver a criticas, como construtivas e tentar melhorar. Sempre fui educada, mas verdadeira! Digo o que sinto, não sendo a única...
  • Imagem de perfil

    Pedro Neves

    23.07.19

    Sofia,
    Há espaço para todos, como mostra o arquivo deste blog, onde entrevistamos autores e autoras há anos. O que não há é Pedros suficientes para "acarinhar" tudo e todos ao mesmo tempo.
    Não sei o que a Sofia faz profissionalmente, mas imagine alguém chegar ao seu local de trabalho e falar de si e do seu trabalho como se permitiu fazer acima e nos comentários de vários posts (em que lhe tentei responder sempre). A escolha de continuar a ver os blogs como um jogo de afetos, uma espécie de monopólio em que a equipa intencionalmente escolhe quem perde e quem ganha é inteiramente sua. Um blog ou uma equipa de blogs nunca será substituto para a auto-estima e para a felicidade que interessa, que é lá fora.
  • Imagem de perfil

    Sofia

    23.07.19

    Não, acha que após 10 anos no Sapo o blog da Rute?
    Pois, Pedro eu compreendo que não tenha tempo para ver todos os blogs. Já disse várias vezes o que faço! O meu trabalho exige muito a parte humana diariamente.
    Eu trabalho desde miúda com público. Como se costuma dizer estou habituada a ser o forcado!
    Sei o que o Sapo é uma plataforma e o que representa. Mas é uma comunidade?! Cada um é livre de ter a sua opinião. a isso se chama democracia.
    A minha autoestima depende só de mim e das pessoas que gosto. Com tudo o que passei na minha vida, há poucas coisas que me abalam. Bom trabalho para a equipa!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.